Colocando a África no mapa

Jessie Maritz

Resumo


Este artigo analisa a representação da África nas formas linear e visual, em
mapas, e como uma personificação. Ele dá um resumo geral das mudanças
nas formas dos mapas de Roma Antiga até o Renascimento com o novo conhecimento
da geografia mundial e a descoberta da imprensa; e da personificação
da África usando um cocar (ou adorno) de escalpo de elefante para o
mesmo período. Depois, analisa momentos do século XVI ao século XIX nos
quais personificações e mapas são usados em conjunto e se a personificação
mudou com o aumento do conhecimento geográfico do continente.


Palavras-chave


História Antiga; História da África; cartografia africana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31669/herodoto.v3n2.27

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




##submission.license.cc.by-nc-nd4.footer##



Universidade Federal de São Paulo

Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Departamento de História
Estrada do Caminho Velho, 333 - Bairro Pimentas
CEP:07252-312 - Guarulhos - São Paulo - Brasil
mundoclassiconectado@unifesp.br
 
Heródoto - ISSN Eletrônico - 2448-2609