A política por trás de um nome: considerações sobre terminologia, de arqueologia bíblica até arqueologia do Oriente Próximo

Gabriella Rodrigues

Resumo


Este artigo examina as tendências em terminologia para a prática arqueológica em Israel e na Palestina ao longo do tempo. A adoção de termos como “Arqueologia Bíblica” até a arqueologia de um período determinado numa região geográfica específica reflete não apenas o escopo da pesquisa, mas principalmente sua agenda política. Após uma apresentação dos termos mais comumente empregados na literatura, este texto discute como o nome da disciplina pode afetar a prática arqueológica no Oriente Próximo, ao mesmo tempo em que faz um apelo aos praticantes da disciplina que considerem a importância da discussão teórica.


Palavras-chave


“Arqueologia Bíblica”; “Arqueologia da Palestina”; Arqueologia do Oriente Próximo; Terminologia; História da Ciência; Arqueologia e Política.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31669/herodoto.v2i2.294

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




##submission.license.cc.by-nc-nd4.footer##



Universidade Federal de São Paulo

Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Departamento de História
Estrada do Caminho Velho, 333 - Bairro Pimentas
CEP:07252-312 - Guarulhos - São Paulo - Brasil
mundoclassiconectado@unifesp.br
 
Heródoto - ISSN Eletrônico - 2448-2609