Cruz e legião romana: o imaginário popular na Palestina do 1º século

Luiz Alexandre Solano Rossi

Resumo


A partir do ano 63 a.C. a nova ordem imperial chega na Palestina. Um império desejado pelos deuses e considerado eterno como os próprios deuses o são. No entanto a eternidade do Império passa por instrumentos de violência contra os povos subjugados no presente. Assim, a cruz e a legião romana se tornarão símbolos no imaginário coletivo dos camponeses na Palestina. Imaginário que se constrói a partir de imagens presente no próprio cotidiano. Cruzes e soldados estavam presentes no cenário da Palestina para relembrar a qualquer camponês de sua vulnerabilidade e, ao mesmo tempo, reafirmar a perenidade de um Império divinizado pela força.

Palavras-chave


Cruz; violência; império; nova ordem mundial; legião.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.31669/herodoto.v2i2.286

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




##submission.license.cc.by-nc-nd4.footer##



Universidade Federal de São Paulo

Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Departamento de História
Estrada do Caminho Velho, 333 - Bairro Pimentas
CEP:07252-312 - Guarulhos - São Paulo - Brasil
mundoclassiconectado@unifesp.br
 
Heródoto - ISSN Eletrônico - 2448-2609